Publicado por: diegoperdoado | novembro 6, 2010

O Poder da Palavra Oportuna…

Anos atrás um amigo contou-me que participou de um encontro onde os líderes da cidade debatiam a possibilidade de sediar importante reunião de pessoas de todo o mundo. Lentamente a discussão enveredou para um rumo totalmente negativo. Autoridades inquietavam-se com possíveis problemas: trânsito congestionado, violência, demonstrações políticas e outras confusões. A possibilidade do evento ser acolhido pela cidade era pequena naquele momento. Meu amigo abstivera-se de falar durante a discussão, até que um membro do Comitê se voltou para ele dizendo: “Ted, você ficou calado. O que você acha?”. Sua resposta foi simples e em poucas palavras:“Sem bois, o celeiro fica vazio”. Ele não deu explicações preferindo deixar que aquelas palavras fossem assimiladas por alguns momentos. Alguém reagiu entusiasmado: “Ele está certo. Claro que teremos problemas, mas os benefícios de sediar o evento ultrapassam quaisquer desvantagens”. Imediatamente o discurso mudou de direção, transformando a atmosfera do encontro. As palavras de meu amigo foram extraídas da Bíblia, de Provérbios14.4: “Onde não há bois, o celeiro (abastecido através deles), fica vazio, mas da força do boi vem a grande colheita. ”Passaram-se alguns dias até que um colega deu-se ao trabalho de perguntar qual a fonte de tanta sabedoria. A dramática mudança no rumo da reunião não exigiu um inspirado discurso elaborado, com apelo emocional. Palavras simples atingiram o cerne da questão com precisão cirúrgica. Palavras oportunas têm poder inacreditável, como a Bíblia nos lembra de diversas maneiras: Algumas vezes o melhor é a ausência de palavras. Algumas pessoas ficam emocionadas com o som da própria voz, mas o silêncio pode ser o melhor discurso.“Até o insensato passará por sábio, se ficar quieto, e, se contiver a língua, parecerá que tem discernimento” (Provérbios 17.28). Diga o que for mais apropriado para o momento. Como Ted descobriu, geralmente é a combinação do que se diz e quando se diz que exerce o maior impacto. “Dar resposta apropriada é motivo de alegria;e como é bom um conselho na hora certa!” (Provérbios15.23). Fale com sinceridade. Você realmente acredita no que está dizendo e leva os interesses de todos em consideração? Então, suas palavras serão bem recebidas. “O coração do sábio ensina a sua boca, e os seus lábios promovem a instrução” (Provérbios 16.23). Reaja com bom senso, não com raiva. No calor do momento, alimentados pela emoção, podemos proferir palavras das quais nos arrependeremos mais tarde. “Quem tem conhecimento é comedido no falar,e quem tem entendimento é de espírito sereno” (Provérbios 17.27). Expresse seus pontos de vista com cautela. Graças aos programas de rádio e televisão, somos envolvidos em um dilúvio de opiniões sobre qualquer coisa. Todo mundo está falando, mas poucas pessoas parecem estar ouvindo. Ouça antes de falar! “O tolo não tem prazer no entendimento, mas sim em expor os seus pensamentos” (Provérbios 18.2).

Por Robert J. Tamasy

Li, gostei, logo indico (retirado do site: http://www.institutoforward.com.br)

Pr. Diego seu amigo

Anúncios

Responses

  1. Muito bom mesmo, desejo muito entendimentopara todos ,nesta epóca de desentendimento e conhecimento.

  2. grande lição exercitada muitas vezes por Jesus.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: