Publicado por: diegoperdoado | abril 14, 2010

QUEBRA DE PARADIGMAS…

QUEBRA DE PARADIGMAS

Todos os dias nos tornamos quebradores paradigmas, conscientes ou inconscientemente! Tal afirmação para muitos parece obscura e distante, posto que a palavra “paradigma” não é muito usual em nossa cultura! Mas o que seria um paradigma? O que estou querendo afirmar com paradigmas? Uma definição genérica para não dizer superficial é a de que o “Paradigma” é um modelo, um padrão de conduta a ser seguido, um exemplo sendo imitado! Nem sempre os paradigmas são ruins, visto se os padrões paradigmáticos forem bons e saudáveis exemplos a serem seguidos isto redundará em vida salutar para quem os seguem, porém os paradigmas (modelos, padrões, exemplos) têm o poder de exercer uma influência ruim e maléfica em nossas vidas, nos fazendo acomodados, e satisfeitos com nosso estado existencial! Aqui os exemplos ruins e maléficos poderiam ser ampliados ao um numero infindável, mas quero exemplificar o que estou a falar com dois exemplos paradigmáticos específicos, o “paradigma do Saber” e o “paradigma do estado espiritual”.

“PARADIGMA DO SABER”

Este primeiro tem suas tendências no humanismo de Erasmo de Rotterdam e na filosofia cartesiana, no humanismo porque tende a colocar e exaltar o homem sobre todas as coisas que o circunda, isso é visível e tangível em filmes, teatros, literatura, no mundo empresarial, comercial, na moda etc. é prerrogativa arbitraria do paradigma do saber humanista que o homem precisa ser superior as demais coisas e não trabalhar em comunidade com as mesmas. Também o “Paradigma do Saber” tem suas tendências na filosofia cartesiana, posto que coloca em duvida tudo e a todos, desconstruindo assim verdades absolutas para nós, e reproduzindo frases que norteiam as mentes inquietas de nossos jovens estudantes e da cultura vigente (Tudo é relativo! Não há verdades absolutas etc.)! Se for duvidoso não é fidedigno de credibilidade, logo precisa ser reconstruído do nada, (ex-nihilo), e gente boa diga se isso não é o que esta em voga no mundo? O homem sendo exaltado e colocado como o ser mais arrogante e jocoso em nossos dias, onde a fraqueza, paciência, humildade e a compressibilidade são atitudes de fracos e inexpressivos, se deseja ser reconhecido e reputado precisa se posicionar, fazer, acontecer, ser o “cara”, caso isso seja contrario em seus “paradigmas” estará sendo descartado e deixado na periferia da vida. E o que falar se você não souber tudo sobre tudoe todos (cartesianismo puro), a arte de pensar e refletir esta quase banida de nosso meio, posto que existe uma diferença enorme entre a sabedoria e o conhecimento, e estou correndo o risco de ser mal compreendido quando afirmo que “nossa sociedade esta se emburrecendo em um processo lendo e paulatino do apenas conhecer e não saber,com propriedade” como afirmo tal frase? A resposta é simples em nosso país existe uma preguiça generalizada no ler, no aprender, e no aplicar as coisas que se lê e aprende,vivemos em um país que lê, acreditem! Apenas “um” misero livro por ano, dado constatado pelo jornal o globo em pesquisas realizadas em 2007! Bom, veja bem como agora ficou melhor inteligível o que estou a afirmar sobre a o oceano de diferença que existe em sabedoria e conhecimento, a sabedoria com certeza esta a gritar em nossas praças diria a sabedoria proverbianica, a sabedoria gera vida, e meditação sobre a vida, mas o conhecimento cartesiano gera conhecedores superficiais de assuntos múltiplos, a sabedoria gera homens e mulheres experientes e vividos, o conhecimento cartesiano gera homens e mulheres experientes teóricos e acadêmicos, mas não práticos e pragmáticos! Isto posto precisamos (JÀ) quebrar alguns paradigmas do Saber em nossas vidas, o primeiro e um que estou colocando em pratica em minha própria vida é o de não me conformar e acostumar com minha parca leitura e o conhecimento ínfimo da pesquisa “Google”, desafio pessoal 10 livros por ano, com ascendência com o passar dos anos. E mais outro, o de não querer humanisticamente me jactar que sei tudo de todos, apenas e “apenas” mesmo, diante de algumas perguntas digo não sei! Vou estudar, pesquisar! É triste ver pessoas que não tem propriedade alguma divagando sobre assuntos que nunca ouviram falar, mas para exaltar o homem interior e exterior, falam e falam. Meu desafio pessoal e outorgado a você é “quebre os paradigmas do saber em sua vida”, se aprofundando na sabedoria e não no conhecimento parco e “googleanico” da internet, e mais quando não souber e não tiver propriedade em algum assunto diga não sei, mas vou estudar e pesquisar, tão logo saiba falaremos sobre isso.

 PS: Em outro post, falarei sobre o “Paradigma do estado Espiritual”

 Pastor Diego dos Santos renovando seus paradigmas

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: